19.3.16

Levítico - Versículos especiais, capítulo a capítulo.

Para cada capítulo da Bíblia lido, Vinícius escolhe um versículo que lhe chama mais a atenção e depois refletimos sobre ele. Aqui estão os nossos registros que podem servir de reflexão para alguém também.

Levítico foi um livro particularmente de ler com meu filho porque ele trata de assuntos que ele ainda não conhece. Com seus 08 anos, ele ainda não conseguiria compreender bem os princípios acerca das várias leis sexuais forjadas por Moisés. Eu pensei bastante e orei para que Deus me orientasse quanto ao que deveria fazer: tentar explicar ou pular esses capítulos, para eles serem lidos e analisados no tempo propício. E decidi que seria melhor esperar. Por isso nesta compilação de reflexões vocês perceberão algumas lacunas entre os capítulos. São aqueles que tratam de temas adultos. Quanto ao mais, fiquei surpreendida como, no meio de um tema árduo como as leis cerimoniais dos israelitas, eu consegui aprender tanta coisa sobre a Bíblia e sobre Deus.

Levítico 1: 9
O homem lavará os miúdos e as pernas do animal, que também serão queimados no altar. O sacerdote queimará o touro todo como um sacrifício que tem um cheiro agradável a Deus, o SENHOR.

O que pensamos sobre isso:
Como o povo pecava bastante, devia haver muitos sacrifícios. Fiquei imaginando quantos animais inocentes tiveram que morrer por causa dos pecados dos homens para que Deus recebesse seu arrependimento como cheiro agradável. Isso pareceria muito cruel se não soubéssemos que o próprio Deus, através de Jesus Cristo, morreu - uma única vez, mas carregando o peso e a dor de todos os pecados ao mesmo tempo - por toda a humanidade. Incluindo eu.

Levítico 2: 7 - 8
Se a oferta forem pães assados na frigideira, eles deverão ser feitos de farinha misturada com azeite.
Apresente a Deus, o SENHOR, essas ofertas de cereais; entregue ao sacerdote, e ele as levará ao altar.


O que pensamos sobre isso:
Achei essa um ótimo tipo de oferta a Deus, pois um animalzinho não precisaria morrer. Mas entendo que isso era uma oferta, e não um sacrifício, e não poderia jamais substituí-lo. Ofertas e sacrifícios agradam a Deus, ambos são importantes na vida espiritual, mas são de natureza bem diferente e cada um tem sua função distinta.

Levítico 3: 16
Toda a gordura pertence a Deus, o SENHOR. 

O que pensamos sobre isso:
É porque a gordura é a parte mais saborosa da carne. Aqui não vamos muito a churrascarias, mas minha mãe me explicou que os "melhores cortes" de carne servidos nesses restaurantes, sempre preservam uma capa de gordura que é o que lhe dá o sabor que as pessoas apreciam. Então isso faz parte da regra de todas as ofertas e sacrifícios, de reservar o melhor para Deus.

Levítico 4: 31
O cheiro dessa oferta é agradável a Deus, o SENHOR. Assim, o sacerdote oferecerá o sacrifício para conseguir o perdão de pecados, e a pessoa será perdoada.

O que pensamos sobre isso:
A cada sacrifício de perdão, Deus dá ao homem a oportunidade de ter uma experiência de amor com Ele. O sacrifício existe, portanto, para ajustar o relacionamento entre Deus e o homem.

Levítico 5: 13
Assim, o sacerdote oferecerá esse sacrifício para conseguir o perdão do pecado que a pessoa cometeu, e ela será perdoada. E, como no caso das ofertas de cereais, o resto da farinha será do sacerdote.

O que pensamos sobre isso:
O sacerdote, ocupado nos serviços do templo, não tinha tempo de trabalhar para o seu próprio sustento, ele era separado para trabalhar apenas para Deus, por isso o templo o sustentava através de parte das ofertas que se traziam a Deus. Até hoje os pastores vivem de algo bastante sagrado, e devem ter consciência de que são sustentados pela graça de Deus em suas vidas e na vida das pessoas que levam sua gratidão ao templo.

Levítico 6: 5
No dia em que oferecer o sacrifício para tirar a sua culpa, ele entregará ao outro o valor total daquilo que roubou, mais um quinto.

O que pensamos sobre isso:
Quando lemos esse trecho lembramos imediatamente da história de Zaqueu (Lucas 19). Quando a graça de Cristo entrou na vida desse homem, que vivia antes de extorquir as pessoas, o poder de Deus o transformou de uma maneira linda. Ele, que aproveitava-se da lei dos homens para roubar, foi além da lei mosaica na hora de reparar seu erro, porque a graça transbordava e não se continha na lei. Ao invés de devolver um quinto do que havia roubado, como a lei judaica prescrevia, ele devolveu quatro vezes mais.

Levítico 7: 17 - 18
Mas, se no terceiro dia ainda sobrar carne, então ela deverá ser queimada.
Quem comer a carne dessa oferta no terceiro dia não será aceito por Deus, e a oferta que fez não vale. Essa carne é impura, e quem a comer merecerá castigo.


O que pensamos sobre isso:
A oferta feita a Deus, além de ser separada dentro o que há de melhor, deve ser também, pura. Quando alguém oferta seu coração a Deus, deve fazê-lo de maneira genuína, pura, e não dissimulada, com intenções escusas, pois se não, essa oferta de nada vale, por maior que pareça. Quem não doa em pureza diante de Deus, não recebe graça, mas merece castigo.

Levítico 8: 12 - 14
Depois Moisés derramou o azeite sagrado na cabeça de Arão e assim o ordenou como sacerdote.
Em seguida fez com que os filhos de Arão chegassem perto dele. Moisés os vestiu com as túnicas, prendeu-as com os cintos e colocou as mitras na cabeça deles, conforme o SENHOR havia mandado.
Então Moisés pegou o bezerro da oferta para tirar pecados, e Arão e os seus filhos puseram as mãos na cabeça do animal.

O que pensamos sobre isso:
Essa foi a instituição do sacerdócio no serviço do tabernáculo. Aqueles homens, agora, receberam uma grande honra, que era viver para o serviço do Senhor. Isso não os fazia especiais quando ao pecado: eles ainda teriam que escolher diariamente entre ser bom ou mau, entre pecar ou não pecar. O que mudava é que agora tinham que honrar sua posição, tendo responsabilidade por seu pecado não somente perante Deus, mas perante todo o povo.

Levítico 9: 23
Ele e Moisés entraram na Tenda Sagrada; quando saíram para abençoar o povo, a glória do SENHOR apareceu a todo o povo. 

O que pensamos sobre isso:
O sacerdote era a lembrança constante de que Deus estava no meio do seu povo, e Sua graça disponível, e Sua glória, visível.

Levítico 10: 20
E Moisés ficou satisfeito com a resposta de Arão.

O que pensamos sobre isso:
Arão explicou para Moisés que não queria ter sido beneficiado (comido a carne) de uma oferta. Naquele dia eles tinham feito muitas coisas erradas, e Nadabe e Abiú, seus filhos, tinham morrido, por causa disso. Todos estavam tristes, porque isso é o que acontece quando queremos fazer as coisas do nosso jeito, e não do jeito de Deus.

Levítico 11: 7
É proibido comer carne de porco. Para vocês o porco é impuro, pois tem o casco dividido, mas não rumina.

O que pensamos sobre isso:
O porco é um animal cuja natureza o leva a ingerir todo tipo de restos, mesmo que já apodrecendo. Isso o tornou um animal hospedeiro para doenças fatais, e Deus tinha em mente preservar a saúde do seu povo e sua dignidade espiritual. Mesmo as pessoas que comem carne de porco têm restrições morais quanto a escolha da carne que comerão: algumas não comem vísceras, algumas jamais comeriam carniça, e quase todas não suportam a ideia de comer carne humana. Não comer carne de porco é também uma escolha moral, que leva em conta não apenas o fato dessa carne poder fazer mal para a saúde, mas a natureza imunda dos hábitos do animal: mesmo que você lhe ofereça um ambiente higiênico e ração limpa, sempre que tiver oportunidade, ele não saberá escolher, ele comerá tudo que lhe aparecer pela frente, mesmo as coisas mais nojentas, mesmo restos de outros animais em decomposição. Isso não o faz um animal mau: ele é extremamente necessário no ecossistema, agindo como "lixeiro" da natureza. O seu papel na Criação não foi fazer parte de nossa cadeia alimentar, mas cooperar com esse papel ecológico, o que o torna um animal muito bom. A regra de não comer carne de porco vale para outros animais, como o camarão e o urubu (esses últimos, dois comedores de carniça mas que são olhados diferentemente na culinária). Deus também se preocupa com as nossas escolhas morais porque sabe que elas refletem diretamente em nossa espiritualidade.

Levítico 12: 6
Depois desse tempo de purificação, seja no caso de um filho ou de uma filha, a mulher irá até a entrada da Tenda Sagrada e entregará ao sacerdote um carneirinho de um ano como oferta que é completamente queimada e um pombinho ou uma rolinha como oferta para tirar pecados.

O que pensamos sobre isso:
Até hoje a medicina prescreve a mulher um tempo de descanso depois do parto. É um tempo em que a mulher está especialmente vulnerável, e deve ter repouso, e não ser aborrecida por seu marido. O fato de Deus lhe prescrever um tempo de "impureza" tem a ver com protegê-la. Uma mulher impura não seria tocada por seu marido, nem por ninguém, se não esse ficaria impuro. Portanto ela não seria cobrada de participar da vida social e eclesiástica, estaria "liberada", e resguardada em sua tenda, e assim estaria assegurada a ela o merecido descanso para restabelecer sua saúde.

Levítico 13: 45 - 46
Uma pessoa que sofrer de uma doença contagiosa da pele deverá vestir roupas rasgadas, deixar os cabelos sem pentear, cobrir o rosto da boca para baixo e gritar: "Impuro, impuro!"
Enquanto sofrer de uma doença contagiosa, a pessoa continuará impura e precisará morar sozinha, fora do acampamento.


O que pensamos sobre isso:
Isso nos fez pensar na história do leproso que foi curado por Jesus. Algo estava errado ali. Aquele leproso não deveria estar no meio de uma multidão, mas fora da cidade, e deveria gritar: "Impuro! Impuro!", e não clamar por misericórdia (LEIA AQUI, Mateus 8: 1 - 4). Jesus, por sua vez, não deveria tê-lo tocado, conforme a lei judaica, ele ficaria impuro. No entanto a graça de Deus é isso, é o que passa por cima de toda a humanidade, de toda a lógica, da própria Lei, e da nossa noção de justiça, para curar e salvar. Aquele leproso não deixou que nada nem ninguém o separasse da fonte do Amor. Venceu a sensação de estar no lugar errado, só para estar com a Pessoa certa. A igreja, hoje, deve estar aberta para todos, mesmo aqueles que a sociedade teima em segregar. E a quem ainda resta a sensação de que não é digno de se achegar de Cristo, está aí o leproso para reforçar o convite dEle: "Vinde a mim!" (Mateus 11:28)

Levítico 14: 32
Esta é a lei para a purificação das pessoas que sararam de uma doença contagiosa da pele, mas que não têm recursos para comprar tudo o que a lei exige.

O que pensamos sobre isso:
Observe que, tanto no caso do leproso acima, quanto no caso dos dez leprosos (Lucas 17:11-18), os doentes não precisaram seguir os rituais judaicos prescritos na lei para serem curados. Cristo, em sua misericórdia, os alcançou ali mesmo, como estavam, necessitados mas cheios de fé. No entanto, nos dois casos, Cristo, após curá-los, adverte que cumpram o que se pede na lei, nesse caso, o que está descrito no capítulo 14 de Levítico, mostrando-se ao sacerdote e oferecendo uma oferta pela cura. Ou seja, Deus não PRECISA da Lei para chegar até o ser humano, mas o ser humano ainda PRECISA da Lei como o caminho mais seguro para relacionar-se com Deus e com os homens. A Graça não necessita da Lei, mas também não a dispensa. Necessitamos da Lei não pelo que Deus é, mas por quem nós somos.

Levítico 16: 21
...porá as mãos na cabeça do animal e confessará todas as culpas e faltas e todos os pecados dos israelitas. Assim, Arão passará para a cabeça do bode os pecados do povo e então mandará o bode para o deserto.

O que pensamos sobre isso:
Interessante que o sacerdote não mata justamente o animal que carrega sobre si a culpa dos pecados de todo o povo. Por que? Se pensarmos nesse fato à luz do Plano da Salvação, perceberemos que, de um lado, haveria que ter sacrifício, realizado por Cristo, o Cordeiro de Deus, para pagar o preço do pecado. Mas o cordeiro era inocente, sobre ele não havia mancha alguma. A Bíblia diz em Isaías 53 que o peso e os castigos dos nossos pecados estavam sobre Cristo, mas a culpa não, de forma alguma! Ele era o Deus inocente que se ofereceu para nos livrar dessa culpa. Então a culpa recairia sobre quem? Quem foi que levou a humanidade a pecar? Aí é que entra a figura desse segundo animal, o bode Azazel, representando Satanás, punido com a expulsão de dentre o povo de Deus para morrer no deserto.

Levítico 17: 3 - 4
Se um israelita matar um boi, ou um carneirinho, ou um cabrito dentro ou fora do acampamento e não levar o animal até a entrada da Tenda Sagrada para oferecê-lo como sacrifício a Deus, o SENHOR, esse homem será expulso do meio do povo de Israel. Ele é culpado; é como se tivesse matado uma pessoa.

O que pensamos sobre isso:
Deus nunca se agradou na morte dos seres que Ele mesmo criou. Ele só institui os rituais de sacrifício para que o ser humano pudesse compreender o sacrifício de Cristo. Isso deveria causar tristeza e quebrantamento no coração daquele que oferecia o sacrifício, tal como Deus sofria e se entristecia com a morte trazida pelo pecado para suas criaturas. O que realmente alegrava o coração de Deus era ver o povo arrependido e seguindo sua Lei, que evitava a morte do homem e de todas as outras criaturas. Portanto havia um lugar e um motivo definidos para sacrificar os animais. Se esse sacrifício não fosse realizado no lugar certo (Tabernáculo) e com o propósito correto (arrependimento) ele deveria ser punido como um ato de crueldade. E nesse sentido Deus iguala a vida do animal à vida humana: para Deus atentar contra a vida de um animal sem motivo justo, é o mesmo que assassinar um ser humano. Que Deus amoroso nós temos!

Levítico 19: 18
Não se vingue, nem guarde ódio de alguém do seu povo, mas ame os outros como você ama a você mesmo. Eu sou o SENHOR.

O que pensamos sobre isso:
Em Mateus 22:39 Jesus menciona esse princípio bíblico para resumir parte da Lei de Deus, aquela que diz respeito aos mandamentos relacionados à forma como lidamos com as pessoas. Jesus falou que isso era a base para entender como devemos agir em todas as situações envolvendo nosso próximo, mesmo aquelas que não estão previstas literalmente no quinto ao décimo mandamentos. Por aí entendemos a importância que esse princípio tem como reflexo do caráter de Deus.

Levítico 22:9
Os sacerdotes obedecerão aos meus preceitos, para que não sofram as conseqüênci­as do seu pecado nem sejam executados por tê-los profanado. Eu sou o Senhor, que os santifico.

O que pensamos sobre isso:
Quando um sacerdote - hoje representado por um pastor, padre, ministro ou qualquer líder religioso - aceita ter a sua vida dedicada ao serviço de Deus ele assume uma grande responsabilidade. Deus avisa em diversos lugares da Bíblia que fugir dessa responsabilidade tem um preço alto: a própria vida será cobrada dele. Se não essa vida mortal aqui, mas a vida eterna. Com certeza Deus não deixará impune aqueles que não honram seu chamado.

Levítico 23: 27  e 31
O décimo dia deste sétimo mês é o Dia da Expiação. Façam uma reunião sagrada e humilhem-se, e apresentem ao Senhor uma oferta preparada no fogo.
Vocês não realizarão trabalho algum. Este é um decreto perpétuo para as suas gerações, onde quer que vocês morarem.


O que pensamos sobre isso:
Nesse dia o povo devia ficar sem comer. A primeira coisa que pensei foi: "Nossa, mas eu preciso comer durante um dia". Depois pensei que Deus foi quem fez todo alimento que existe, e tirar um dia para reconhecer isso, que todo alimento pertence a Deus, e não a mim, não importa o quanto eu ache que eu "mereça" ou que tenha "me esforçado" para conseguí-lo, é uma boa ideia. Demonstra gratidão e respeito pelo nosso Criador. O interessante é que até hoje o povo judeu comemora esse dia, e embora haja uma atmosfera de tristeza e arrependimento pelo pecado durante todo o dia, ao final dele há alegria e festa, pelo ´júbilo da certeza do perdão. Deus não quer que carreguemos sentimentos tristes por muito tempo não: "O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." (Salmos 30:5)
O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.
Salmos 30:5
O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.
Salmos 30:5

Levítico 24: 4
Mantenha sempre em ordem as lâmpadas no candelabro de ouro puro perante o Senhor.

O que pensamos sobre isso:
A Luz do candelabro representa a Luz do Mundo que temos em Cristo. Por isso jamais pode ser apagada.

Levítico 25: 23
A terra não poderá ser vendida definitivamente, porque ela é minha, e vocês são apenas estrangeiros e imigrantes.

O que pensamos sobre isso:
Muito interessante pensar esse verso num mundo como o nosso, que valoriza tanto as posses e bens materiais. Muitas pessoas vivem para acumular riquezas, nesse caso simbolizadas pelas terras, mas a Deus providenciou que Israel tivesse preceitos para lembrar que tudo que existia, inclusive as riquezas que vem da terra, e a própria terra, pertencem a Deus e não a nós. Essa terra portanto deveria ser vendida e comprada com justiça, levando em conta a misericórdia, e não a ambição, a ganância e o lucro.

Levítico 26:1
Não fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem estátua, nem poreis pedra figurada na vossa terra, para inclinar-vos a ela; porque eu sou o SENHOR vosso Deus.
Não fareis para vós ídolos, nem vos levantareis imagem de escultura, nem estátua, nem poreis pedra figurada na vossa terra, para inclinar-vos a ela; porque eu sou o SENHOR vosso Deus.
Levítico 26:1

O que pensamos sobre isso:
Nesse capítulo Deus enumera muitas bênçãos que vem sobre aqueles que O obedecem. Mas todas essas bênçãos partem de um princípio maior, que precisa vir antes da obediência: o reconhecimento de que Ele é o único Deus digno de ser amado e adorado.

Levítico 27: 2 - 5
Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando alguém fizer particular voto, segundo a tua avaliação serão as pessoas ao Senhor.
Se for a tua avaliação de um homem, da idade de vinte anos até a idade de sessenta, será a tua avaliação de cinqüenta siclos de prata, segundo o siclo do santuário.
Porém, se for mulher, a tua avaliação será de trinta siclos.
E, se for de cinco anos até vinte, a tua avaliação de um homem será vinte siclos e da mulher dez siclos.
Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando alguém fizer particular voto, segundo a tua avaliação serão as pessoas ao Senhor.
Se for a tua avaliação de um homem, da idade de vinte anos até a idade de sessenta, será a tua avaliação de cinqüenta siclos de prata, segundo o siclo do santuário.
Porém, se for mulher, a tua avaliação será de trinta siclos.
E, se for de cinco anos até vinte, a tua avaliação de um homem será vinte siclos e da mulher dez siclos.
Levítico 27:2-5

O que pensamos sobre isso:
Esse capítulo fala sobre a possibilidade do RESGATE. Isso me fez pensar no que Cristo fez por nós. Qual o preço que nossa vida vale por um resgate? Nem dez, nem trinta, nem cinquenta moedas, mas o sangue precioso de Deus.

9.1.16

Êxodo - modelo miniatura do tabernáculo importado

 
 Nem sei como encontrei na internet, mas quando vi, enlouqueci. Demorei uns três ou quatro anos para resolver comprar de fato, e o fiz justamente no pior momento, quando o dólar deu um salto e importar se tornou uma loucura. Mas estava lendo o êxodo com meu pequeno, e não pude resistir. Os meus meninos são apaixonados por miniaturas, e montar blocos é um de seus passatempos preferidos. Achei que seria uma oportunidade excelente para gravar em suas pequenas mentes as lições sobre o tabernáculo e seu significado. Saiu caro, bem caro, porque além do preço do produto, há o frete da caixa enorme e as taxas de importação (que podem piorar se a caixa ficar na receita federal).  Mas com a ajuda de uma amiga que mora nos EUA realizei o sonho de ter esse lindo modelo aqui e usá-lo para a evangelização de meus filhos, e futuramente, de outras crianças (e quiçá adultos também).

 Você compra este modelo no site THE TABERNACLE MODEL KIT (clique para abrir)

O que vem na caixa é o modelo de cima, de plástico, sem pintar. Mas no site eles ensinam o passo a passo e os materiais para pintar o Tabernáculo e deixá-lo mais realista, como a figura de baixo.





O kit vem com:
- A Arca da aliança (e dentro dela as duas tábuas da Lei, o cajado de Aarão e a jarra de maná)
- A tampa da arca
- O altar do incenso
- O candelabro
- A mesa de pães
- O lavatório de bronze
- O altar do sacrifício
- Sacerdotes e sumo sacerdote
- Ovelhas e vacas para o sacrifício.

Tudo está em escala e muito bem detalhado. Até as coberturas do tabernáculo parecem realistas e são de tecido. As cortinas também são bem desenhadas, mas são frágeis, de papel.


Escolhemos um sábado à tarde para começar a montar. Primeiro ele tentou montar sozinho... 

 

 Mas logo percebemos que todo mundo ia ter que ajudar :-) Olha, não é fácil não. Ainda bem que o papai tem uma inteligência engenhosa...


 Tive o cuidado de explicar para eles que não era só mais um brinquedo. Esse era especial, pois era o modelo de algo muito sagrado, tão sagrado que existe no céu. Portanto a forma de manipular essas peças também deveria ser diferenciada.

Ainda não tive coragem de tentar pintar, mas do jeito que está já é muito, muito legal! Apesar de toda a trabalheira $$$ valeu a pena adquirir!

Êxodo - O Tabernáculo, a Arca da Aliança e a Roupa dos Sacerdotes

Cada tema consta de três arquivos:
1) Apresentação e controle de erro
2) Cartões para serem recortados
3) Figura base para ser completada com os cartões.

Clique para ampliar e salvar cada arquivo.

Arquivos originais em:
http://visualunit.me/2011/07/04/tabernacle/
http://visualunit.me/tag/ark/
http://visualunit.me/2010/05/04/high-priests-garments/

O TABERNÁCULO




A ARCA DA ALIANÇA





A ROUPA DOS SACERDOTES
 


Êxodo - Utensílios do tabernáculo para imprimir e montar

Clique nas imagens abaixo para ampliar e salvar.

Fonte dos arquivos originais: http://visualunit.me/2014/07/19/tabernacle-furnishings/










Êxodo 25 a 31 e 35 a 40 - O Tabernáculo - Mini Modelo em escala para imprimir e montar

Um modelo do Tabernáculo, átrio e dos utensílios para imprimir, recortar e montar. O modelo funciona melhor se for impresso diretamente em cartolina ou papel de gramatura maior (120 ou 180 g/m²), ou impresso em papel normal e depois colado em cartolina. O arquivo está desenhado para folhas A4. Mas se achar muito trabalhoso e complicado para cortar, amplie e imprima em A3. 

Fonte (arquivo original em espanhol): http://visualunit.me/2015/12/13/el-modelo-a-escala-del-tabernaculo/

Clique nas figuras abaixo para ampliar e salvar.



Êxodo 20 - Os dez mandamentos

Sugiro que imprima a imagem duas vezes: uma para servir como controle de erro, e outra para fazer cartões. A criança deverá então organizá-los, memorizando os dez mandamentos.

Traduzido de http://visualunit.me/


Êxodo 7 - 12 - As pragas no Egito

Aconselho imprimir duas vezes, ficando uma folha para controle de erro e outra para ser transformada em cartões que a criança possa ordenar.

Traduzido de http://visualunit.me/

Êxodo - Panorama

Esse esquema é bastante útil como introdução ao livro e, posteriormente à leitura, como revisão de tudo que foi lido e estudado. Clique na imagem para salvar.



Traduzido de http://visualunit.me/

Êxodo - Versículos especiais, capítulo a capítulo.

Para cada capítulo da Bíblia lido, Vinícius escolhe um versículo que lhe chama mais a atenção e depois refletimos sobre ele. Aqui estão os nossos registros que podem servir de reflexão para alguém também.

Êxodo 1: 13 - 14
E os egípcios faziam servir os filhos de Israel com dureza;
Assim que lhes fizeram amargar a vida com dura servidão, em barro e em tijolos, e com todo o trabalho no campo; com todo o seu serviço, em que os obrigavam com dureza.
Êxodo 1:13,14
E os egípcios faziam servir os filhos de Israel com dureza;
Assim que lhes fizeram amargar a vida com dura servidão, em barro e em tijolos, e com todo o trabalho no campo; com todo o seu serviço, em que os obrigavam com dureza.

O que pensamos sobre isso:
José ajudou bastante os egípcios, mas agora os egípcios não queriam mais tolerar o povo de José. Os egípcios mudaram bastante nesse meio tempo, mas... e o povo de Deus? Será que continuava o mesmo? 

Êxodo 2: 17
Então vieram os pastores, e expulsaram-nas dali; Moisés, porém, levantou-se e defendeu-as, e deu de beber ao rebanho.
Êxodo 2:17
Então vieram os pastores, e expulsaram-nas dali; Moisés, porém, levantou-se e defendeu-as, e deu de beber ao rebanho.

O que pensamos sobre isso:
Moisés não tinha nada a ganhar ajudando essas mulheres. E esse é o melhor conceito de bondade: fazer o que é bom mesmo quando isso não traz nenhuma vantagem para você (ainda que, sem você esperar, algo bom lhe aconteça).

Êxodo 3: 4
E vendo o Senhor que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui.

O que pensamos sobre isso:
É a primeira vez no livro do Êxodo que Deus fala diretamente ao homem. Já fazia bastante tempo que Moisés não tinha contato próximo com Deus, mas quando Ele falou, Moisés o reconheceu imediatamente. Mesmo depois de muito tempo com a consciência adormecida o homem ainda é capaz de reconhecer a identidade dAquele que é Todo Poderoso.

Êxodo 4: 6 - 7
E disse-lhe mais o Senhor: Põe agora a tua mão no teu seio. E, tirando-a, eis que a sua mão estava leprosa, branca como a neve.
E disse: Torna a por a tua mão no teu seio. E tornou a colocar sua mão no seu seio; depois tirou-a do seu seio, e eis que se tornara como a sua carne.

O que pensamos sobre isso:
Moisés deve ter levado uma grande susto quando viu a mão leprosa. Ele pode ter pensado que Deus o estava castigando por algo que fizera. É o que costumamos pensar quando algo ruim nos acontece. Mas muitas vezes Deus quer apenas nos mostrar que Ele está no controle, que é dEle o poder,  e esse poder trabalha sempre para o nosso bem. Não importa quantos sustos levemos.

Êxodo 5: 21
O Senhor atente sobre vós, e julgue isso, porquanto fizestes o nosso caso repelente diante de Faraó, e diante de seus servos, dando-lhes a espada nas mãos, para nos matar.

O que pensamos sobre isso:
O povo também teve que aprender isso: as coisas podem piorar bastante, mas isso não quer dizer que Deus nos abandonou. Pode estar acontecendo exatamente o oposto. Enquanto você reclama e blasfema Deus está agindo poderosamente em seu favor. Antes de tentar achar culpados, simplesmente espere e confie.

Êxodo 6: 6 - 8
Portanto dize aos filhos de Israel: Eu sou o Senhor, e vos tirarei de debaixo das cargas dos egípcios, e vos livrarei da servidão, e vos resgatarei com braço estendido e com grandes juízos.
E eu vos tomarei por meu povo, e serei vosso Deus; e sabereis que eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tiro de debaixo das cargas dos egípcios;
E eu vos levarei à terra, acerca da qual levantei minha mão, jurando que a daria a Abraão, a Isaque e a Jacó, e vo-la darei por herança, eu o Senhor.

O que pensamos sobre isso:
Nós esquecemos as promessas de Deus; Ele, não. Moisés estava assustado, e obedecia sem estar convicto. Deus precisou chamar alguém para o ajudar e reafirma suas bênçãos.

Êxodo 7: 10 - 11
e lançou Arão a sua vara diante de Faraó, e diante dos seus servos, e tornou-se em serpente.
E Faraó também chamou os sábios e encantadores; e os magos do Egito fizeram também o mesmo com os seus encantamentos.
Êxodo 7:10,11
...e lançou Arão a sua vara diante de Faraó, e diante dos seus servos, e tornou-se em serpente.
E Faraó também chamou os sábios e encantadores; e os magos do Egito fizeram também o mesmo com os seus encantamentos.

O que pensamos sobre isso:
O Mal sempre tenta imitar o Bem. Satanás também dá ao homem opções de alegria, calma, felicidade, motivação, força e poder. Mas tudo isso só serve para que o homem engane a si mesmo achando que está bem longe de Deus, que não precisa dele. A grande diferença entre o que Deus faz e o que Satanás oferece, é que somente o que é de Deus preenche e satisfaz.

Êxodo 8: 5
Disse mais o Senhor a Moisés: Dize a Arão: Estende a tua mão com tua vara sobre as correntes, e sobre os rios, e sobre os tanques, e faze subir rãs sobre a terra do Egito.

O que pensamos sobre isso:
As pragas começam a mostrar fora aquilo que os egípcios escondem dentro de si. Águas cheias de sangue de inocentes (os bebês que o Faraó mandou matar), sujeira (sem água eles não podia estar nada limpinhos), a intolerância de conviver com o povo de Deus sendo apontada pela obrigação de conviver com bichos bem nojentos, como as rãs. A rã também era considerada uma deusa, que era adorada pelos egípcios. Deus mostra que está no comando de todas as forças da natureza, que eles adoravam.

Êxodo 9: 13
Então disse o Senhor a Moisés: Levanta-te pela manhã cedo, e põe-te diante de Faraó, e diz-lhe: Assim diz o Senhor Deus dos hebreus: Deixa ir o meu povo, para que me sirva;
Porque esta vez enviarei todas as minhas pragas sobre o teu coração, e sobre os teus servos, e sobre o teu povo, para que saibas que não há outro como eu em toda a terra.

O que pensamos sobre isso:
Os egípcios já deviam estar cansados daquilo. Eles estavam com fome, sede, sujos, doentes, perdendo seus bens, mas olhavam para o povo de Deus e os viam completamente imunes àquilo tudo. Por vezes devem ter pensado: seria melhor se nós estivéssemos com eles. Mas seu orgulho era grande demais para se juntar a um povo que julgavam "inferior". Hoje, por muitos motivos, os cristãos são por vezes considerados inferiores pelo simples fato de viverem por sua fé. Mas aqueles que os ridicularizam, muitas vezes, anseiam viver um pouco de sua paz, alegria e esperança. O orgulho - primeiro pecado, originador de todo o mal - impede muitos de se juntarem ao povo de Deus.

Êxodo 10: 3 - 4
Assim foram Moisés e Arão a Faraó, e disseram-lhe: Assim diz o Senhor Deus dos hebreus: Até quando recusarás humilhar-te diante de mim? Deixa ir o meu povo para que me sirva;
Porque se ainda recusares deixar ir o meu povo, eis que trarei amanhã gafanhotos aos teus termos.

O que pensamos sobre isso:
A luta do Faraó com Deus parece patética. Mas essa é a mais profunda e dolorosa luta da humanidade ao longo da história: reconhecer a Deus como o Senhor.

Êxodo 11: 4 - 7
- O SENHOR Deus diz: "Perto da meia-noite eu vou passar pelo Egito,
e no país inteiro morrerá o filho mais velho de cada família, desde o filho do rei, que é o herdeiro do trono, até o filho da escrava que trabalha no moinho; morrerá também a primeira cria dos animais.
Em todo o Egito haverá gritos de dor, como nunca houve antes e nunca mais haverá.
Mas, entre os israelitas, nem mesmo um cachorro latirá para uma pessoa ou um animal. E assim vocês ficarão sabendo que o SENHOR faz diferença entre os egípcios e os israelitas."


O que pensamos sobre isso:
Isso nunca deveria ter acontecido porque Deus não faz acepção de pessoas. Mas o pecado as distingue, a tal ponto de afastá-las de Deus.

Êxodo 12: 12
Nessa noite eu passarei pela terra do Egito e matarei todos os primeiros filhos, tanto das pessoas como dos animais. E castigarei todos os deuses do Egito. Eu sou o SENHOR.

O que pensamos sobre isso:
Percebemos que Deus não queria castigar as pessoas, mas a idolatria delas: "castigar os deuses" significa punir a falsa adoração.

Êxodo 13: 8- 9

Nesse dia vocês contarão aos seus filhos que estão fazendo isso por causa daquilo que o SENHOR fez por vocês quando saíram do Egito.

O que pensamos sobre isso:
Foram 400 anos de escravidão, isso jamais deveria ser esquecido pelas futuras gerações para que elas não tivessem que passar por isso também. Sempre que o povo de Deus esquece do que Ele fez e da Sua vontade, coisas ruins acontecem. 

Êxodo 14: 13 - 14
Porém Moisés respondeu: - Não tenham medo. Fiquem firmes e vocês verão que o SENHOR vai salvá-los hoje. Nunca mais vocês vão ver esses egípcios.

O que pensamos sobre isso:
Moisés não queria que o medo cegasse os israelitas, porque é isso que o medo faz, nos impede de ver a Deus como Ele verdadeiramente é. Por isso Deus quer que seu povo o obedeça por amor, e não por medo.

Êxodo 15: 3 - 5
O SENHOR é um guerreiro; o seu nome é SENHOR.
Ele jogou no mar o exército egípcio e os seus carros de guerra; os seus melhores oficiais se afogaram no mar Vermelho. O mar profundo os cobriu; como uma pedra eles foram até o fundo.


O que pensamos sobre isso:
Não se trata apenas de homens morrendo afogados, mas da soberba humana sendo derrotada pelo poder de Deus, foi isso que alegrou Moisés.

Êxodo 16: 4
O SENHOR Deus disse a Moisés: - Agora eu vou fazer chover do céu pão para vocês. E o povo deverá sair, e cada um deverá juntar uma porção que dê para um dia. Assim eu os porei à prova para saber se eles vão obedecer às minhas ordens.
 
O que pensamos sobre isso:
Deus provê as necessidades de seu povo, mas frequentemente dá apenas o suficiente para o momento de necessidade. E por que isso? Por que não dar maná para uma semana ou um mês? Porque Deus sabe que o ser humano tem a forte tendência de ser ingrato e se afastar dEle. Então faz milagres diários para que reconheçamos todos os dias que Ele nos ama e cuida de nós. Ele poderia dar muito mais do que precisamos hoje, mas sabe que o que mais precisamos é ir buscá-lO todos os dias.

Êxodo 17: 9 - 10
Então Moisés deu a Josué a seguinte ordem: - Escolha alguns homens e amanhã cedo vá com eles lutar por nós contra os amalequitas. Eu ficarei no alto do monte, segurando o bastão de Deus.
Josué fez o que Moisés havia ordenado e foi combater os amalequitas. Enquanto isso, Moisés, Arão e Hur subiram até o alto do monte.


O que pensamos sobre isso:
Orar e trabalhar: esse é o segredo da vitória. Um não pode subsistir sem o outro, e quando nos unimos fica mais fácil fazer isso.

Êxodo 18: 7 - 8
Então Moisés saiu para se encontrar com Jetro, curvou-se em sinal de respeito e o beijou. Cada um perguntou ao outro se ia bem de saúde, e depois eles entraram na barraca de Moisés.
Ele contou ao sogro tudo o que o SENHOR Deus, por causa do seu amor pelo povo de Israel, tinha feito com o rei do Egito e com os egípcios. Falou também a respeito das dificuldades que o povo havia tido no caminho e como o SENHOR os havia socorrido. 


O que pensamos sobre isso:
Moisés testemunhou para sua família das maravilhas que Deus fez na sua vida. Isso é um exemplo para nós. Não é preciso ir até a África ou ao Afeganistão para falar de Jesus. O primeiro lugar que devemos evangelizar é nosso lar, as primeiras pessoas a conhecerem nosso testemunho devem ser as da nossa família.

Êxodo 19: 9
Ele disse a Moisés: - Eu vou falar com você numa nuvem escura para que o povo possa ouvir a nossa conversa e para que, daqui em diante, sempre confie em você. Moisés contou a Deus, o SENHOR, o que o povo havia respondido

O que pensamos sobre isso:
O povo confiaria em Moisés se o visse falando com Deus. Na realidade qualquer pessoa neste mundo pode confiar em nós se perceber que somos pessoas que têm um relacionamento bem próximo com o Deus do Universo.

Êxodo 20: 1 - 2
Deus falou, e foi isto o que ele disse:
- Meu povo, eu, o SENHOR, sou o seu Deus. Eu o tirei do Egito, a terra onde você era escravo.


O que pensamos sobre isso:
Será que o povo já tinha esquecido que foi liberto? Acho que não. Mas algo que aprendemos com a história de Israel é que mesmo os maiores sinais e milagres perdem sua força com o tempo. O que permanece, diz o apóstolo Paulo lá na frente, no livro de I Coríntios, é a fé, a esperança e o amor. Mas o maior desses é o amor. Deus não estava lembrando um fato, estava lembrando ao povo do Seu amor por eles.

Êxodo 21: 33 - 34
- Se alguém tirar a tampa de um poço ou se cavar um poço e não o tapar, e nele cair um boi ou um jumento,
essa pessoa terá de pagar ao dono o preço do animal. Ela fará o pagamento em dinheiro, porém o animal morto será seu.


O que pensamos sobre isso:
Deus estava preocupado em estabelecer justiça entre o povo, porque eles passaram muitos anos apenas cumprindo leis impostas, e agora não sabiam como usar a liberdade que tinham. Alguém tinha que fazer isso, e Deus usou Moisés para fazê-lo.
Êxodo 22: 22 - 23
Não maltratem as viúvas nem os órfãos.
Se vocês os maltratarem, eu, o SENHOR, os atenderei quando eles pedirem socorro.


O que pensamos sobre isso:
Deus se preocupava com as pessoas mais fracas, vulneráveis. Deus não fica feliz com o sofrimento de ninguém. E fica realmente triste com as pessoas que ao invés de minimizarem esse sofrimento, o aumenta.
Êxodo 23: 18
- Quando vocês oferecerem um animal em sacrifício a mim, não me tragam pão feito com fermento. A gordura dos animais mortos nos sacrifícios, durante as minhas festas, deverá ser queimada no mesmo dia

O que pensamos sobre isso:
Deus nunca se preocupou com o sacrifício em si, mas com o simbolismo dele, por isso tantos detalhes a serem cumpridos. Era o significado do sacrifício que o fazia o ritual tão importante. Por isso a preocupação de levar o povo a seguir estritamente o que fora pedido, se não surgiriam mais e mais "Cains" em Israel.

Êxodo 24: 7
Depois pegou o livro da aliança, onde estavam escritos os mandamentos do SENHOR, e o leu em voz alta para o povo. Eles disseram: - Nós obedeceremos a Deus, o SENHOR, e faremos tudo o que ele mandar.

O que pensamos sobre isso:
Quando contemplamos os mandamentos de Deus percebemos imediatamente que são provenientes de um ser justo e bom. É fácil reconhecer que o melhor caminho é obedecê-los. Mas obedecer apenas por obedecer é algo difícil, amargo e penoso. A obediência que importa é aquela que nos faz justos e bons tal qual o autor dos mandamentos.

Êxodo 25: 10 - 22
Diga aos israelitas que façam uma arca de madeira de acácia, de um metro e dez de comprimento por sessenta e seis centímetros de largura e sessenta e seis de altura.
Revistam de ouro puro essa caixa, por dentro e por fora. E em toda a volta coloquem um remate de ouro.
Façam também quatro argolas de ouro e ponham nos quatro pés, ficando duas argolas de cada lado.
Façam cabos de madeira de acácia e revistam de ouro.
Enfiem os cabos nas argolas nos lados da arca, para que ela possa ser carregada.
Os cabos ficarão nas argolas da arca e não serão tirados dela.
Eu lhe darei as duas placas de pedra, onde estão escritos os mandamentos; e você porá essas placas na arca.
Faça também uma tampa de ouro puro, de um metro e dez de comprimento por sessenta e seis centímetros de largura.
Faça dois querubins de ouro batido,um para cada ponta da tampa. Isso deve ser feito de modo que os querubins formem uma só peça com a tampa.
Os querubins ficarão de frente um para o outro, olhando para a tampa. As suas asas ficarão abertas, cobrindo a tampa.
Coloque dentro da arca as duas placas de pedra que eu vou lhe dar e ponha a tampa na arca.
Ali eu me encontrarei com você e, de cima da tampa, do meio dos dois querubins, eu lhe darei as minhas leis para o povo de Israel.


O que pensamos sobre isso:
A arca da aliança foi uma tentativa de Deus fazer sua glória presente de forma concreta entre seu povo. Ele sabe da nossa necessidade de sentir essa manifestação de forma concreta, visível, palpável. A arca devia ser um objeto realmente lindo, mas se perdeu. Deus enviou então a Cristo, a mais perfeita manifestação concreta da Sua presença entre nós.

Êxodo 26: 31
Faça uma cortina de tecido feito de linho fino e de fios de lã azul, púrpura e vermelha e bordada com figuras de querubins.

O que pensamos sobre isso:
A glória de Deus era tão fulgurante que não era qualquer pessoa que podia resistir a ela, por isso a cortina para proteger os sacerdotes de encará-la diretamente e serem fulminados pela presença de Deus.

Êxodo 27: 12 -16
O pátio terá vinte e dois metros de largura; portanto, nos lados oeste e leste as cortinas deverão ter vinte e dois metros de comprimento. Para sustentarem as cortinas, haverá dez postes e dez bases.
Cada lado da entrada terá cortinas de seis metros e sessenta de comprimento, com três postes e três bases.
Na entrada do pátio haverá uma cortina de oito metros e oitenta de comprimento. Faça essa cortina de tecido feito de linho fino e de fios de lã azul, púrpura e vermelha e enfeitada com bordados. A cortina será sustentada por quatro postes e quatro bases.


O que pensamos sobre isso:
O portal do santuário indicava a entrada em um lugar santo. As cores avisam, os postes demarcam, e as pessoas podiam sentir: o sagrado estava entre eles e deveria ser respeitado.

Êxodo 28: 17 - 20
Coloque nele quatro carreiras de pedras preciosas. Na primeira carreira ponha um rubi, um topázio e uma granada. Na segunda carreira ponha uma esmeralda, uma safira e um diamante.
A terceira carreira terá uma turquesa, uma ágata e uma ametista.
A quarta carreira terá um berilo, um ônix e um jaspe. As pedras deverão ser montadas em engastes de ouro.


O que pensamos sobre isso:
Cada pedra preciosa representava uma tribo de Israel. E as doze tribos representavam a totalidade do povo de Deus na terra. Deus queria dizer que seu povo era precioso aos seus olhos, cada filho com suas características, sua beleza em particular, sua propriedade de ser mais ou menos forte, sua habilidade especial, mas cada um único e precioso para Deus. Ainda somos preciosos para Ele hoje em dia.

Êxodo 29: 4 - 6
Traga Arão e os filhos dele para a entrada da Tenda da Minha Presença e mande que eles se lavem.
Depois vista Arão com as suas roupas de sacerdote, isto é, a túnica, o manto sacerdotal, a sobrepeliz, o peitoral e o cinto que passa pela cintura do manto.
Ponha nele a mitra e amarre nela a placa sagrada em que estão gravadas as palavras "Separado para o SENHOR".


O que pensamos sobre isso:
A roupa do sumo sacerdote era carregada de simbolismo e devia causar uma impressão forte em quem via. Para vestí-la ele também precisava se preparar, ficando limpo para ser digno de vestí-la. Quando Cristo assumiu o papel de nosso sumo sacerdote, Ele o fez por ser o único digno em todo o Universo de tomar sobre si o pecado da humanidade e purificá-la através de seu próprio corpo e sangue (apocalipse 5:12)

Êxodo 30: 2
Esse altar será quadrado, medindo quarenta e cinco centímetros de comprimento por quarenta e cinco de largura; e terá noventa centímetros de altura.

O que pensamos sobre isso:
O altar de queimar incenso deveria funcionar continuamente, de geração em geração. Imagino o quanto os levitas se esforçavam para manter essa continuidade. A continuidade não é uma característica muito inerente ao ser humano. Nós tendemos a ser intermitentes. A graça de Deus, porém, é contínua, eterna e perene de geração em geração.

Êxodo 31:  2 - 5
Eu escolhi Bezalel, filho de Uri e neto de Hur, da tribo de Judá,
e o enchi com o meu Espírito. Eu lhe dei inteligência, competência e habilidade para fazer todo tipo de trabalho artístico; para fazer desenhos e trabalhar em ouro, prata e bronze;
para lapidar e montar pedras preciosas; para entalhar madeira; e para fazer todo tipo de artesanato.


O que pensamos sobre isso:
Bezalel poderia ter ficado bem rico e famoso entre outros povos por causa das suas habilidades. Mas ele as dedicou para servir a Deus. Nenhuma riqueza poderia lhe dar a mesma alegria que ver o tabernáculo lindo, e saber que fora usado como instrumento para isso. Reconhecer-se apenas um instrumento, saber que cada habilidade que se possui é um presente dado por Deus para Sua glória: esse é Bezalel nos ensinando a ser igreja.

Êxodo 32: 7 - 10
Então o SENHOR Deus disse a Moisés: - Desça depressa porque o seu povo, o povo que você tirou do Egito, pecou e me rejeitou.
Eles já deixaram o caminho que eu mandei que seguissem; fizeram um bezerro de ouro fundido, e o adoraram, e lhe ofereceram sacrifícios. Estão dizendo que estes são os deuses deles, os deuses que os tiraram do Egito.
Eu conheço este povo e sei que é muito teimoso.
Agora não tente me impedir, pois vou descarregar a minha ira sobre esta gente e vou acabar com eles. Depois farei de você e dos seus descendentes uma grande nação.


O que pensamos sobre isso:
Há alguns capítulos atrás (no capítulo 19) Deus chamava o povo de SEU povo. Agora ele olhou aquela perversidade e disse que eram o povo de Moisés. Moisés poderia ter resolvido a vida dele ali mesmo, permitindo que Deus acabasse com aquela dor de cabeça. Ele apenas seria o pai de uma descendência justa. Poderia ter ido diretinho dali para a terra prometida sem ficar escutando reclamações, apartando brigas, resolvendo querelas diárias. Mas Moisés, aqui, foi um tipo de Cristo, intercedendo junto ao Pai por um povo que não merecia misericórdia. Mas que mesmo assim ele amava profundamente.

Êxodo 33: 12 - 14
Moisés disse a Deus, o SENHOR: - É verdade que me mandaste guiar este povo para aquela terra, porém não me disseste quem é que irá comigo. Disseste que me conheces bem e que estás contente comigo.
Agora, se isso é assim mesmo, fala-me dos teus planos para que eu possa te servir e continuar a te agradar. Lembra que escolheste esta nação para ser tua.
Deus disse: - Eu irei com você e lhe darei a vitória


O que pensamos sobre isso:
Moisés talvez esperasse que Deus lhe desse um mapa com planos detalhados do que Ele tinha em mente par ao povo de Israel, mas a resposta de Deus foi bem objetiva. Não dizia muito mas era suficiente. Às vezes não precisamos de respostas detalhadas, até porque não temos condição de entender certas respostas. Mas em todos os momentos confiar na presença de Deus ao nosso lado é reconfortante e fundamental.

Êxodo 34: 01
O SENHOR Deus disse a Moisés: - Corte duas placas de pedra iguais àquelas que você quebrou, e eu escreverei nelas as mesmas palavras que estavam nas primeiras.

O que pensamos sobre isso:
Moisés quebrou as pedras, o povo quebrou os mandamentos. Deus estava dizendo que para os dois casos havia conserto. E em especial, um concerto.

Êxodo 35: 30 - 35
Moisés disse ao povo de Israel: - O SENHOR Deus escolheu Bezalel, filho de Uri e neto de Hur, da tribo de Judá.
Deus o encheu com o seu Espírito e lhe deu inteligência, competência e habilidade para fazer todo tipo de trabalho artístico;
para fazer desenhos e trabalhar em ouro, prata e bronze;
para lapidar e montar pedras preciosas; para entalhar madeira; e para fazer todo tipo de artesanato.
O SENHOR deu a Bezalel e a Aoliabe, filho de Aisamaque, da tribo de Dã, o dom de ensinar os outros.
Ele lhes deu habilidade para fazerem todos os trabalhos de gravador e de desenhista, para tecerem linho fino e fios de lã azul, púrpura e vermelha e para fazerem outros tecidos. Eles têm habilidade para todo tipo de trabalho e para fazer desenhos.


O que pensamos sobre isso:
Não bastassem as muitas habilidades que Bezalel e Aoliabe tinham, eles também sabiam ensinar outras pessoas a desenvolverem suas habilidades também. Isso talvez fosse tão ou mais importante que a obra de suas mãos.

Êxodo 36: 3 - 5
...E todas as manhãs o povo de Israel continuava a trazer a Moisés as suas ofertas.
Então os artesãos que estavam fazendo o trabalho
foram falar com Moisés. Eles disseram o seguinte: - O povo está trazendo muito mais do que é necessário para o trabalho que o SENHOR mandou faze
r.
 
O que pensamos sobre isso:
Ofertas mais que suficientes: isso é uma coisa que a gente não vê todo dia. O povo de Israel era teimoso, mas também era generoso. Era fácil para eles reconhecerem que tudo que tinham, inclusive o ouro que agora doavam, tinha sido um presente de Deus quando saíram do Egito,e não fruto de suas próprias conquistas. Para nós, teimosos de hoje, não é fácil reconhecer que o que temos vem de Deus, e é por isso que também temos dificuldade em ofertar em abundância.

Êxodo 37: 01
Bezalel fez a arca da aliança de madeira de acácia; a arca media um metro e dez de comprimento por sessenta e seis centímetros de largura e sessenta e seis de altura.

O que pensamos sobre isso:
A madeira de acácia é resistente ao apodrecimento porque a árvore deposita em seu miolo substâncias indesejáveis que são conservantes e fazem da madeira impalatável para os insetos tornando-a densa e difícil de ser penetrada pela água e outros agentes da degradação. Os antigos egípcios cerravam seus caixões de múmias com madeira de acácia porque acreditavam que ela poderia ficar ali para toda a eternidade. Agora o povo de Deus usava essa madeiro no tabernáculo para adorar o Deus verdadeiramente eterno.

 
Êxodo 38: 24
Todo o ouro que havia sido oferecido ao SENHOR para a Tenda Sagrada pesava mil quilos, de acordo com a tabela oficial.

O que pensamos sobre isso:
Imagina o peso desse ouro! Imagine como era quando eles tinham que desmontar o tabernáculo e carregá-lo pelo deserto...

Êxodo 39: 42 - 43
Os israelitas fizeram todo o trabalho como o SENHOR havia ordenado a Moisés.
Moisés examinou cada coisa e viu que eles tinham feito tudo de acordo com o que o SENHOR havia ordenado. Então Moisés os abençoou.


O que pensamos sobre isso:
A obediência sempre traz bênçãos.

Êxodo 40: 34 - 35
Então a nuvem cobriu a Tenda, e ela ficou cheia da glória de Deus, o SENHOR; por isso Moisés não pôde entrar nela.

O que pensamos sobre isso:
Um dia contemplaremos essa glória face a face!